Formas de Atuação

Forma de atuação:

A GAAP atua em todos os segmentos da economia locando qualquer tipo de bem, tais como: veículos, máquinas e equipamentos industriais para fábricas, equipamentos de informática (hardware/software), equipamentos de telecomunicação, equipamentos para copia e impressão, equipamentos de segurança, móveis e utensílios para escritórios, cozinhas industriais, equipamentos para transporte de cargas, expositores refrigerados, etc.

A quem a GAAP atende?

Empresas multinacionais ou nacionais que, por publicarem balanços segundo as normas americanas USGAAP/FASB ou então as normas européias IAS/IFRS ou ainda as regras mais rígidas da lei Sarbannes Oxley, têm um maior rigor na caracterização de 'leasing operacional” ou locação. Nesse caso a GAAP estrutura o contrato de locação de forma a obedecer as regras impostas pelos órgãos reguladores, o que permite aos locatários de considerá-lo como “off balance”.

Empresas que têm necessidade de melhorar o índice de EVA (valor econômico agregado) e/ou o RONA (retorno sobre ativos) de suas unidades operacionais e isto exige uma redução de ativo imobilizado. 

Demanda para desmobilização de ativos já existentes uma vez que o leaseback é considerado leasing financeiro.

Projetos de locação cativa em que a GAAP estrutura todas as locações ligadas ou não a terceirizações para um grupo empresarial.

Fornecedores de equipamentos, revendas ou integradores que necessitem de ter uma solução de locação para apresentar aos seus clientes.

Vantagens da locação:


A estrutura do contrato de locação pode ser ajustada com mais facilidade para obedecer às normas do IAS/IFRS ou FASB, assim como as restrições impostas pela lei Sarbannes-Oxley.

Os aluguéis são integralmente dedutíveis como despesa além de gerar um crédito de PIS e COFINS de 9,25% sobre o valor pago qualquer que seja o bem locado

A locação permite uma flexibilidade total nos prazos carências, assim como a observância de sazonalidades, otimizando, assim, mecanismos e ferramentas contábeis financeiras.

A locação não aparece no SisBacen da locatária, já que não é um exigível, nem no ativo e passivo com impacto nos índices financeiros da locatária.

Na desmobilização de ativos e posterior locação há um ganho imediato de caixa sem impacto na dívida.

Na rescisão antecipada, contrariamente a outras alternativas, não existe a descaracterização do contrato e nem a perda do benefício da dedutibilidade fiscal.

Na locação o controle dos ativos é feito pela locadora, o que simplifica os processos internos da locatária.

Na renovação do contrato de locação existe a possibilidade de renegociação do valor do aluguel pelo novo prazo de vigência.